Destaque

ESADR 2016 – Politicas Publicas para a Agricultura PÓS 2020

 

Este evento engloba o VIII Congresso da APDEA e o II Encontro Lusófono em Economia, Sociologia, Ambiente e Desenvolvimento Rural, subordinando-se ao tema “Politicas Publicas para a Agricultura PÓS 2020″.

O seu objetivo é pensar e repensar os caminhos da agricultura não só na União Europeia e em termos de Politica Agrícola Comum, mas no espaço mais amplo do mundo Lusófono, interligado intimamente do ponto vista cultural e económico.

Trata-se de destacar os principais desafios e as principais questões politicas da agricultura e das zonas rurais, antecipando os problemas e propondo caminhos em termos de desafios económicos, ambientais e territoriais no sentido de se adotar uma atitude proactiva.

A APDEA convida à participação neste evento através da submissão de resumos de trabalhos nas diversas áreas disciplinares e nos diferentes temas, encorajando os jovens investigadores a apresentarem os seus trabalhos, alargando assim o debate que será importante no presente e nas decisões do futuro da agricultura.

A conferência é realizada no centro de Portugal, na cidade de Coimbra, Cidade Património Mundial da UNESCO, um lugar de confluências culturais históricas, politicas e científicas; Cidade com múltiplas tradições académicas e berço de muitas revoluções políticas e sociais.

Para saber mais consulte o sitio do evento em http://www.esadr2016.uevora.p

———————————————————————————————

A Escola Superior Agrária de Coimbra, com o objetivo de informar e acompanhar os agricultores e os consumidores, organiza o seminário As culturas geneticamente modificadas na agricultura portuguesa: do produtor ao consumidor, no dia 21 de novembro de 2014, para um melhor esclarecimento técnico-científico sobre as questões relacionadas com as culturas geneticamente modificadas em Portugal, contribuindo assim para o desenvolvimento económico e social de quem trabalha na agricultura e para uma melhor formação da opinião pública em geral no que diz respeito à saúde e à proteção do ambiente.

Mais informações sobre o seminário disponíveis no site do evento: http://ogm2014.weebly.com

 

logo_AIAF

 

 

 

 

 

Na 66.ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, 2014 foi formalmente declarado o “Ano Internacional da Agricultura familiar” (AIAF), propondo a sensibilização dos governos e das sociedades sobre a importância e a contribuição da agricultura familiar na segurança alimentar e na produção de alimentos.
Portugal, onde a agricultura familiar tem uma importância relevante do ponto de vista económico e social, associa-se, por iniciativa do Ministério da Agricultura e do Mar (MAM), à comemoração do Ano Internacional da Agricultura Familiar, tendo para o efeito constituído uma Comissão de Honra e uma Comissão Executiva, para promover e acompanhar iniciativas que a sociedade civil e as entidades oficiais venham a desenvolver.

A Associação Portuguesa de Economia Agrária (APDEA) integra a Comissão Executiva para a promoção e divulgação do AIAF.

A APDEA, em parceria com a Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), as Direções Regionais de Agricultura e Pescas DRAPs), a Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER), a Federação Minha Terra e a Animar, vai realizar um ciclo de seminários regionais, no âmbito do AIAF, sob o tema geral “Agricultura Familiar e sustentabilidade dos territórios rurais”.

Nestes seminários há o imprescindível envolvimento de associações de agricultores, cooperativas e de outras instituições do setor agrícola e do desenvolvimento local, na sua organização e com uma participação muito ativa.

Nas Regiões Autónomas serão realizados três seminários, organizados pelas DRA e com o apoio APDEA.

Os seminários regionais têm a seguinte calendarização: